Como enfrentar as tribulações
Conhecimento Bíblico
17 Agosto, 2017, 08:13:30 *
Bem-vindo ao

Conhecimento Biblico,

Você é Membro? . Confirme seu Login ou Registrar-se  

Faça o teste Bíblico




Notícias
: Será que você conhece bem a Bíblia???  Faça o teste de Conhecimento Bíblico. http://www.igrejasunidas.com.br/conhecimentobiblico1/users1a_ajuda.php?convidado=Visitante
 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Confirme seu Login Registrar-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  IMPRIMIR  
Autor Tópico: Como enfrentar as tribulações  (Lida 3264 vezes)
Administrador
Administrator
Sr. Member
*****
Offline Offline

Mensagens: 1458



« : 11 Janeiro, 2014, 10:24:16 »

Como enfrentar as tribulações

 

Tribulação: Aflição, adversidade moral


Crendo que a tribulação produz perseverança
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência.
Romanos 5. 3 (arc)

A palavra ?tribulação? refere-se a todos os tipos de provações que podem nos afligir. Isto inclui coisas como necessidades financeiras ou materiais, circunstâncias difíceis, tristeza, enfermidade, perseguição, maus tratos ou solidão. Em meio a estas aflições, a graça de Deus nos capacita a buscar mais diligentemente a sua face e produz em nós um espírito e caráter perseverantes, que vencem as provações e as aflições da vida. A tribulação, ao invés de nos levar ao desespero e à desesperança, produz a paciência. (bep)

Crendo que o Senhor não está longe

Por que, Senhor, te conservas longe, E te escondes nas horas de tribulação?
Salmos 10. 1 (ara)

Às vezes, podemos sentir a presença de Deus que nos abriga como um cobertor quente de amor e proteção. Em outras ocasiões, talvez não sintamos nada senão um silêncio estranho e deprimente. Salmos como esse nos mostram que tais sentimentos de abandono não são incomuns. Mas, como Davi nos faz lembrar em outro texto, podemos ter a certeza de que Deus está sempre conosco, não importa como nos sintamos. (bev)

Orando e crendo que o Senhor responde

O Senhor te responda no dia da tribulação; o nome do Deus de Jacó te eleve em segurança.
Salmos 20. 1 (ara)
Os salmos 20 e 21 são paralelos. São orações a Deus em torno da luta de seus fiéis contra seus inimigos. O Sl. 20 é uma oração antes da batalha; o Sl. 21 é um ato de louvor depois da batalha. Para o crente em Cristo, o Sl. 20 pode ser aplicado à sua luta espiritual. No presente, batalhamos contra as forças invisíveis, porém claramente reais, do mal, e ansiamos pela vitória sobre Satanás e os poderes demoníacos, e por ficarmos livres da presença deles. (bep)

Crendo que Deus é socorro presente

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.
Salmos 46. 1 (ara)
Deus quer estar perto do seu povo e prover-lhe ajuda e consolo. Este salmo evidencia fé e confiança em Deus, em ocasiões de instabilidade e insegurança. (1) ? Em Deus temos o poder e a capacidade de enfrentar as incertezas e lutas da vida. ?Refúgio? fala de abrigo no perigo, mostrando que Deus é nossa real segurança nas tormentas da vida (ver Is. 4. 5, 6). ?Fortaleza? refere-se à força divina na peleja do crente contra seus inimigos (21. 8; Êx. 15. 13) e inclui o poder de Deus que opera em nós (Cl. 1. 29) e nos capacita a vencer os obstáculos da vida. (2) Conclusão: Deus é ?socorro bem presente nas tribulações?. Ele está ao alcance do seu povo e quer que busquemos seu socorro em qualquer momento de necessidade (Hb. 4. 16). Ele é suficiente em qualquer situação e nunca nos deixa só. Por isso, não precisamos temer. (bep)

Crendo que o Senhor livra

Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e Ele os livrou da tribulação em que se encontravam.
Salmos 107. 6 (nvi)
Veja Salmos 107. 6, 10-17, 19, 28. Como é difícil passar por momentos assim! Alguns problemas da vida são tão sérios que não nos deixam apenas tristes ou preocupados, mas profundamente angustiados. Num momento desses, muitas vezes pensamos que Deus não se importa mais conosco e que a nossa dor nunca passará, porque não há solução para o nosso problema. Leia o texto bíblico e descubra lições importantes que o ajudarão a lidar com os momentos de angústia: (1) ? Deus sabe que estamos sofrendo e está disposto a nos ouvir. Ore e abra o seu coração para o Senhor. (2) ? Pode ser que você se sinta culpado (veja os versículos 11-12). Confesse tudo ao Senhor. Ele o perdoa totalmente. (3) ? Deus permite momentos de angústias para o nosso próprio bem e crescimento. Vemos as coisas com outros olhos depois. (4) ? Lembre-se que, ainda que demore um pouco, esse momento vai passar. (5) ? Quatro vezes o salmo afirma: clamaram ao Senhor e Ele os livrou das suas tribulações (v. 6, 13, 19 e 28). (bee)

Crendo que Deus consola para consolarmos a outros
Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, - que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações.
II Coríntios 1. 3 e 4 (nvi)

Muitos pensam que quando Deus nos consola, nossas dificuldades devem desaparecer. Mas, se fosse sempre assim, as pessoas se voltariam a Deus somente com a intenção de serem aliviadas da dor, e não por amor a Ele. Devemos entender que ser ?consolado? pode também significar receber forças, encorajamento e esperança para lidar com as nossas dificuldades. Quanto mais sofremos, mais conforto Deus nos dá. Se você estiver se sentindo subjugado, permita que Deus lhe console. Lembre-se de que, a cada prova que enfrentar, você confortará outras pessoas que estão sofrendo dificuldades semelhantes às suas. (beap)

Sofrendo tribulações, para entrar no reino de Deus
Eles pregaram as boas novas naquela cidade e fizeram muitos discípulos. Então voltaram para Listra, Icônio e Antioquia, - fortalecendo os discípulos e encorajando-os a permanecer na fé, dizendo: ?É necessário que passemos por muitas tribulações para entrarmos no Reino de Deus?.
Atos 14. 21 e 22 (nvi)

Aqueles que se dedicam a Cristo como Senhor, e que um dia entrarão no Reino do Céu, hão de sofrer ?muitas tribulações? ao longo do seu caminho. Por viverem em meio a um mundo hostil, têm que se engajar na guerra espiritual contra o pecado e o poder de satanás (Ef. 6.12; cf. Rm. 8.17; 2 Ts. 1. 4-7; 2 Tm. 2. 12). Por outro lado, a vida verdadeiramente cristã é uma contínua batalha contra os poderes do mal. (1) ? Os que são fiéis a Cristo, à sua Palavra e aos caminhos de justiça, terão problemas e aflições neste mundo (Jo. 16. 33). Somente o ?crente? morno ou de meio termo viverá em paz com este mundo (cf. Ap. 3. 14-17). (2) ? O presente mundo ímpio, bem como os falsos crentes, continuarão como adversários do evangelho de Cristo até quando o Senhor derrubar o sistema maligno deste mundo, na sua vinda (Ap. 19, 20). Entrementes, a esperança do crente ?está reservada nos céus? (Cl. 1. 5) e está ?já prestes para se revelar no último tempo? (I Pe. 1. 5). Sua esperança não consiste nesta vida, nem neste mundo, mas no aparecimento do seu Salvador para levá-lo para si (Jo. 14. 1-3; I Jo. 3. 2, 3). (bep)
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  IMPRIMIR  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.10 | SMF © 2006-2008, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!