As Atitudes do Povo
Conhecimento Bíblico
23 Novembro, 2017, 12:01:00 *
Bem-vindo ao

Conhecimento Biblico,

Você é Membro? . Confirme seu Login ou Registrar-se  

Faça o teste Bíblico




Notícias
: Será que você conhece bem a Bíblia???  Faça o teste de Conhecimento Bíblico. http://www.igrejasunidas.com.br/conhecimentobiblico1/users1a_ajuda.php?convidado=Visitante
 
   Home   Ajuda Pesquisa Calendário Confirme seu Login Registrar-se  
Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  IMPRIMIR  
Autor Tópico: As Atitudes do Povo  (Lida 1676 vezes)
Administrador
Administrator
Sr. Member
*****
Offline Offline

Mensagens: 1458



« : 09 Novembro, 2011, 11:21:27 »

As Atitudes do Povo
Dt 11.18-20

Os reparos na porta e no portão da casa do lar do crente
Introdução
1.A marca de uma família cristã está nestes versos (Dt 11.18-20).

2.Começa com a Palavra de Deus sendo fixada nos corações e mentes daqueles que se unem em casamento.

3.A família cristã começa com um relacionamento individual com Deus através de Jesus Cristo.

4.Davi disse que escondia as palavras de Deus em seu coração (SI 119.11).

5.Estas palavras fundamentam o caráter daqueles que serão canais através dos quais os filhos virão ao conhecimento do amor de Deus e da Salvação através de Jesus Cristo.

Proposição: Como cuidar das portas e portões do lar que Deus me deu.
Oração Transitória: Os reparos na porta e no portão da casa do lar do crente

I.Guardar a Palavra no coração – v.18
1.A Palavra de Deus escondida (guardada) no coração é o ingrediente e ativo no estilo de vida dos pais crentes.

2.A Palavra de Deus influencia diretamente a vida e a atitude dos pais.

3.A metáfora “símbolos em suas mãos” indica que as ações dos pais devem ser dirigidas pela Palavra de Deus.

4.A Palavra de Deus produz as atitudes e valores da vida.

5.”Amarrar a Palavra de Deus à testa” mostra a perspectiva da visão do mundo sob a realidade de Deus, ou seja, ver o mundo como Deus vê. Os pais ensinam os filhos a ver com os olhos de Deus.

6.A maior barreira para os filhos aprenderem a Palavra de Deus é levantada pela discrepância entre o que os pais FAZEM e o que DIZEM. Por isso, Deuteronômio enfatiza a prática pessoal em primeiro lugar e depois o ensino aos filhos.

II.Ensinar a Palavra aos filhos – v.19-20
1.A direção para os pais é muito clara: “Ensina-os”. A Palavra de Deus deve ser uma parte da conversa diária e não uma experiência isolada e limitada aos domingos ou reservada para os “cultos domésticos”.

2.A Palavra de Deus é para ser parte da conversação DENTRO e FORA do lar. Pais, freqüentemente, classificam sua conversa com os filhos entre “assuntos espirituais” e “não espirituais” e os filhos aprendem a ser “bilíngües”.
Aprendem a falar a língua do mundo e a língua da Bíblia.

3.Tiago (3.9-12) nos adverte sobre a tendência da língua para gerar louvor a Deus e ao mesmo tempo amaldiçoar.

4.Quando a Palavra de Deus não é uma parte integrante de nossa comunicação tanto em casa como “ao longo do caminho”, nossos filhos aprendem a guardar a Palavra de Deus separada de suas vidas ao invés de tornar-se parte de sua própria vida.

5.A Palavra de Deus é também um “estoque” para cada dia. Se a criança é exposta à Bíblia e oração no início e fim de cada dia (“ao levantar e ao deitar”), o tempo de intervalo terá menos impacto de minar seus efeitos.

6.Os aspecto final desta “fórmula” relata a natureza da experiência espiritual no lar e a imagem da família fora, no mundo.

7.”Umbrais” representam a atmosfera interior e a experiência da vida familiar e “portas” representam a imagem pública da família do lado de fora, no mundo.

8.Tanto o lado de dentro quanto o lado de fora reflete a marca da Palavra de Deus. Freqüentemente famílias aplicam seus recursos apenas em um ou outro lado.

9.Muito esforço é desprendido para fazer a família parecer uma família fiel aos olhos dos outros. Às vezes não é possível diferenciar uma família de crentes de outra.

10.Quando o lado de fora parece normal, mas o lado de dentro não é, o resultado é como uma fachada bonita, apenas.

11.Quando a imagem do lado de fora não reflete a realidade interior, crianças perdem sua identidade de “crentes” quando saem para o mundo. Assim, perde-se também a utilidade da família e o testemunho é prejudicado.

Conclusão
1.Portanto, o processo de tornar-se uma família cristã normal é “velar às portas e umbrais” para que a identidade de família cristã normal seja congruente do lado de dentro e de fora (Pv 8.34).

2.Os resultados serão filhos que crescerão com a Palavra de Deus fixada em seus corações e mentes.

Percio Coutinho Pereira - Fonte: “Minding your doors & gates” - James P.Trotzer - Grace & Truth - Fev. 1990
 
Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  IMPRIMIR  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.10 | SMF © 2006-2008, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!